terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Moinhos de Vento.

O amor transcende. Se for realmente verdadeiro, transcende. Muda sua alma, transforma suas atitudes, compartilha novos sonhos e olhares para o horizonte.

Sou do tipo que quando apaixono, sou toda sentimentos, toda fluidez... Tudo em mim é repouso, equilíbrio, energia. A medida que o amor me transforma vou me assossegando, me harmonizando. 

Tenho meditado sobre o "Amor Harmonia" e o "Amor Conflito". Acho que de tanto buscar no outro as razões para que nós mesmos demos o passo adiante, de tanto antecipar o que pode ou não ser, deixamos de amar o outro pelo que é, com seus defeitos e suas virtudes... E todos nós temos tantos defeitos!!!

Quando brigamos por ciúmes, minamos o relacionamento.
Quando criamos expectativas, minamos o relacionamento.
Quando duvidamos, minamos...

Quando não sabemos como conduzir... ai, meu amigo, vamos ser honestos... viramos crianças. Despreparados, inocentes diante do outro - Sem ressalvas somos transformados, mudamos nossa percepção no sentido mais amplo que possamos imaginar - e não perdemos o domínio de nossos atos. Muito pelo contrário, acumulamos novas particularidades, novos desafios e passamos a nos ajustar em uma nova vibração...

Fico pensando se Dom Quixote não tivesse observado os moinhos de vento como enormes gigantes, mas sim como moinhos mesmo... Não teria havido a luta, nada se passaria além de de suas confusas idéias... No amor a gente confunde. Pensa demais, sonha demais, espera demais do outro, daí criamos monstros maiores que nosso próprio sonho, maiores que nosso desejo... Nem todos gigantes que encontramos pelo caminho conseguiremos abater, isso é certo, o que a gente não pode e não deve deixar acontecer é transformar todos esses sentimentos em frustração. Frustração cega a gente. Ciúmes, medo, expectativas, duvidas... Tudo isso são armadilhas que fatalmente irão nos fazer cegar.

Não se sinta incomodado com o silêncio do outro. Não se sinta amedrontado pelo progresso do outro. Ao contrário, ame o silêncio de quem te ama - é divino isso! É simplesmente lindo compartilhar o silêncio e respeitar esta sintonia este momento. Sinta-se privilegiado com o progresso daquele que você ama e quer tanto bem, não sinta dificuldade de estar ao seu lado, não tenha medo de expor sua condição social, seu lar ou sua família. Compartilhe. A vida é um presente. Estar ao lado de alguém que te ama e valoriza é um presente.

Negue veementemente todos os medos. 
Repito.
Negue veementemente todos os medos.

Não tenha critérios para amar. Ame. Ame. Ame.

Os moinhos de vento, são vistos como metáfora. Como gigantes. Enxergue-os com os olhos da alma e ao contrário de Dom Quixote, não perca seu tempo lutando... Sorria para eles, num cumprimento cavaleiresco, rebuscado... Compre flores e aumente seu desejo. E lembre-se: A pior cegueira não é da visão, mas da alma.

No dharma.
Cau 



Um comentário:

  1. CONCORDO COM VOCÊ A PIOR CEGUEIRA É A DA ALMA.BJS MEL

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário... adoro ler o que você pensa!